Blumenau vive pleno emprego

Uma análise rápida sobre as ocupações que mais abriram vagas e a rotatividade mostram um primeiro semestre de pleno emprego. De acordo com o economista da FURB Nazareno Schmoeller, a taxa de desemprego estimada para Blumenau em 2014 é de 2%, índice que confirma a situação e significa que os trabalhadores estão fora do mercado por vontade própria ou estão à procura de outra colocação.

Entre as 10 profissões que mais abriram vagas entre janeiro e junho, segundo o Sistema Nacional de Emprego (Sine), as três primeiras são das áreas de indústria, alimentação e comércio: alimentador de linha de produção, que abriu 108 vagas; cozinheiro com 75; e operador de caixa, com abertura de 57 postos.

Para o economista, a diversidade na criação das vagas mostra que todos os setores estão em busca de mão de obra:

- As vagas foram abertas em muitas áreas. No setor de alimentação foram 615 novos postos de trabalho. No comércio, ainda que as movimentações tenham sido grandes, com 4.207 admissões e 4.189 demissões, o saldo ficou em 18, sendo que entre vendedores 70 vagas não foram preenchidas. Ou seja, as oportunidades estão em todas as áreas, depende da capacitação e desempenho de cada um, o que pode permitir uma melhor adaptação em outra área de trabalho.

Fonte: CAMARGO, Aline. Três áreas lideram vagas abertas de janeiro a junho. Jornal de Santa Catarina, Blumenau, p. 4, 11 ago. 2014.