Transforme sonhos em realidade!

frechal sonhosEstamos entrando numa época do ano em que tudo vai se intensificar: o estresse, o ritmo de trabalho, o cansaço, os gastos, os desejos de compra, a espera pelo 13° salário e pelas férias. Mas algo muito importante também vai ocorrer. Esta explosão de situações e emoções do fim de ano favorece o sonhar, seja por que se está cansado da vida antiga ou porque se quer aproveitar o início de um novo ciclo, que culturalmente associamos com um ano novo.

Especialistas em coaching afirmam que para ser feliz e alcançar objetivos na vida, começa-se com um sonho, um desejo intenso de vida nova, de oportunidades. E este também pode ser um momento ímpar para se pensar nas oportunidades geradas ao se investir no mercado imobiliário.

Há algum tempo, falava-se em investir em ouro, hoje ninguém mais ouve isso. Recentemente, a poupança deixou de ser atraente, mas comprar imóvel sempre foi um bom investimento.

São diversas as possibilidades de aplicação. Quem comprar um apartamento ou sala comercial para alugar, pode ter certeza de que são ativos reais e seguros para se obter lucro.

Aplicar dinheiro em imóveis é, no momento, a opção mais indicada para quem não quer se arriscar no mercado de capitais.

Pode-se optar pela aquisição de um apartamento pronto para ser alugado ou um na planta, que conta com maiores vantagens de parcelamento das construtoras — sem falar que o lucro em negócios com esses tipos de apartamento deixa de ser da construtora e passa a ser dos compradores —, lotes, casas que estão sendo leiloadas, entre outros.

Vale lembrar que cada tipo de investimento precisa de uma abordagem. Exemplo disso são os imóveis leiloados, que não podem ser comprados sem uma boa assessoria jurídica.
 

Então comece a sonhar, a pensar como quer investir, o que isso representa para você, como isso pode contribuir para ser mais feliz, quais os benefícios que este tipo de aplicação pode trazer e qual tipo de investimento imobiliário é melhor para o seu perfil.

Fonte: Pense Imóveis Classisanta – 26.11.2013 | Coluna: Soraia Vasselai