• Emissão de 2ª via do boleto

    Prezado cliente,

    O banco Itaú alterou a forma de emissão da 2ª via do boleto.

    Em função disso, precisamos fazer pequenas alterações em nosso site.

    A seguir, acompanhe passo-a-passo a nova forma de emissão:

    1. Ao clicar em 2ª Via do Boleto, na página principal do nosso site, aparecerá a seguinte informação:


    2. Digite apenas os números do seu CPF e clique em ENVIAR.

    3. No canto direito da tela aparecerá a relação de boletos. Selecione aquele que você deseja imprimir clicando em Visualizar boleto.

    4. A seguinte janela aparecerá:

    Selecione a opção Clique aqui. Uma aba do banco Itaú será aberta em seu navegador.
    Volte para a aba do site da Frechal e copie o número do boleto que aparece na opção 2 da figura acima.

    5. Cole o número do boleto no primeiro retângulo que aparece na janela do site do Itaú. Em seguida digite o código solicitado e clique em Próximo.

     

    Caso o boleto não apareça em uma nova janela, você deve seguir os seguintes passos:

    Se o seu navegador é o Google Chrome siga os itens 6, 7 e 8.

    Se o seu navegador é o Internet Explorer siga os itens 9, 10 e 11.

    6. Observe que no lado direito superior da página do navegador, na barra de endereços, aparecerá um ícone com um x, conforme seleção abaixo:





     

    7. Clique sobre o ícone e selecione a opção Sempre mostrar pop-ups de www.itau.com.br. Em seguida clique em Concluído.

    8. Em seguida clique novamente no botão Próximo. Uma nova janela com o seu boleto será aberta. Você tem a opção de imprimir ou gerar arquivo em pdf.

    9. No navegador Internet Explorer aparecerá na parte inferior da janela a seguinte informação:

     

     

    10. Clique em Opções deste site. Em seguida selecione a opção Sempre permitir.

    11. Digite novamente as letras e números e clique em Próximo. Uma nova aba será aberta com o boleto. Você poderá imprimí-lo ou gerar um arquivo em pdf.

  • Blumenau amplia oferta de educação básica em canteiro de obras

    Em maio deste ano foi iniciado em Blumenau o projeto que oferece aos trabalhadores do setor da construção civil do Vale do Itajaí a continuação dos estudos.
    Desde o dia 08 de maio eles passaram a utilizar, além das ferramentas habituais, lápis, livros e computadores. Uma parceria entre a Frechal, SESI, entidade do Sistema FIESC e o Sindicato da Indústria da Construção (Sinduscon) de Blumenau foi decisiva para a realização deste projeto.

    De acordo com a gestora de Educação do SESI na região, Rocheli Ronchi, 21 trabalhadores matricularam-se para o início das atividades. “As aulas serão realizadas em salas cedidas pelo Sinduscon e os industriários poderão concluir o ensino fundamental”. A campanha envolvendo os trabalhadores ocorre em mais de 15 canteiros existentes na região e que recebem constantemente a visita de mobilizadores do SESI. Construtoras como a Frechal, RR e Piastra apoiam a iniciativa e estimulam seus colaboradores a participar do programa.

    Para o presidente da Câmara da Indústria da Construção da FIESC, Nivaldo Pinheiro, o investimento em educação impacta em diversos aspectos. “Os reflexos serão percebidos na melhoria do processo produtivo, pois o profissional traz outros conceitos ao canteiro de obras, em aspectos como segurança, cuidado pessoal e manipulação de materiais”, comenta.

    Saiba onde se matricular e como participar do programa:

    Em Blumenau, as aulas são gratuitas para os trabalhadores e realizadas duas vezes por semana no Sinduscon, das 18h45 às 20h30. Ainda há vagas abertas e os interessados podem matricular-se no SESI, na Alameda Barão do Rio Branco, n° 521, ou no próprio sindicato na Rua Gustavo Salinger, nº 702. É necessário levar documentos pessoais como RG, CPF, carteira de trabalho com o número do PIS, além do histórico escolar, comprovante de residência e duas fotos 3x4.

  • Novo lançamento Frechal!


    Chegou a hora de apresentarmos o nosso mais novo e inovador empreendimento: o PIAGET RESIDENCIAL.





    Com uma localização privilegiada (ao lado do Campus I da FURB) o Piaget Residencial está estrategicamente próximo a tudo que você precisa. Durante o dia você tem à disposição: padarias, mercados, buffets a quilo e farmácias. Quer aproveitar a noite? Vá a churrascarias, restaurantes, bares, baladas e muitos outros locais que só uma região central pode te oferecer.

    Por que o Piaget é um empreendimento inovador?
     
    Consideramos um projeto inovador, pois a planta dos apartamentos foi feita em um estudo com clientes Frechal e pessoas interessadas na aquisição de novos imóveis (Focus group).

    O apartamento tem ambientes integrados. Cozinha ligada à sala e a sacada já vem fechada com grandes janelões de vidro aumentando a comodidade e aproveitamento de seu apartamento, sem perder aquela sensação de liberdade que as varandas oferecem.

    A planta contará com 2 quartos sendo uma suíte e o acabamento foi cuidadosamente pensado para atender às tendências atuais do mercado. Veja o que o empreendimento traz de novidades:





     

     
    Ainda temos Espaço Luau, Redário, Área de estar e muitos outros benefícios que você só encontra num Frechal.

    Venha tomar um café conosco em nossa Central de Vendas e conheça a maquete física e promoções especiais deste mais novo lançamento Frechal!
     

    Estamos esperando você!

  • Blumenau: menor preço do metro quadrado

    Uma pesquisa realizada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) e revista Exame com 63 cidades brasileiras, aponta Blumenau como a cidade com menor preço médio do metro quadrado de imóveis usados: R$ 2,1 mil. Os bairros destacados com os mais caros são Jardim Blumenau, Vila Formosa e Vila Nova (de R$ 2,5 mil a R$ 3,4 mil).

    Confira o preço médio do metro quadrado em outras cidades catarinenses:

    Blumenau: R$ 2,1 mil

    Itajaí: R$ 3,2 mil

    Balneário Camboriú: R$ 3,9 mil (chegando a R$ 8,1 mil nas barras Norte e Sul)

    Florianópolis: R$ 4,4 mil (chegando a R$ 8,1 mil no Campeche e Centro)

     
    O Guia de Imóveis 2013 é o grande destaque da revista Exame desta semana. Reúne informações de todo o Brasil em 60 páginas. No geral, os preços continuam subindo, mas de forma mais moderada do que nos últimos anos.


    Fonte: Jornal de Santa Catarina - Edição Nº 12881